Sobre o
PISE LEVE

Se o caminho valoriza a chegada, vamos preservá-lo.

Como surgiu o Pise Leve

A idéia do Pise Leve surgiu em 2005, durante a Adventure Sports Fair (evento em SP), uma pessoa entrou no stand do AdrenaLAMA dizendo-se um ativista do Green Peace e afirmou que deveríamos ter vergonha de sermos jipeiros… claro que isso gerou uma boa discussão e resumidamente acendeu uma chama em meu pensamento considerando o fato que poderíamos ser muito melhores como “jipeiros”, porém não existia ou existe uma cultura real que prepare ou eduque os amantes do 4x4 a minimizar o impacto causado no meio ambiente. Nada vai além das “frases feitas” como “Lugar de lixo é no lixo”…

Por anos pratiquei off-road, trilhas pesadas, construí jipes “nervosos” e como a maioria das pessoas, meu foco sempre foi ter um carro muito equipado, mostrar minhas habilidades como piloto e etc..

Nada como o tempo para nos trazer a sabedoria de saber que: “O que valoriza a chegada é o caminho, logo, precisamos preservá-lo”. No Brasil preservação é um assunto polêmico, apesar de hoje vermos pequenas melhorias e muitas pessoas afirmando que se preocupam com o meio ambiente, poucas de fato escolhem a bicicleta para ir trabalhar todos os dias… falar é bem mais fácil do que sacrificar certos confortos ou necessidades que nem sempre são tão necessárias.

No mundo Fora de Estrada o que vejo concretamente são ações punitivas (polícias ambiental e florestal), apesar de concordar que exista a necessidade de punições para pessoas que cometam crimes, também acredito que é fundamental orientar e educar antes de efetivamente aplicar punições.


Foram anos aumentando minha percepção sobre esse assunto, anos tomando coragem para contestar atitudes que minha própria tribo pratica frequentemente. Então em 2019 resolvi formatar o PISE LEVE, transformá-lo em algo maior do que uma ideia perdida em meus pensamentos. A missão do PISE LEVE é ensinar e aprender meios de praticarmos incursões em trilhas reduzindo ao máximo o impacto ambiental. Um belo desafio, principalmente quando falamos em veículos 4x4 e muitas pessoas passando por trilhas em florestas, praias e etc

Existe uma empolgação natural pelo novo ou clima de desafio, que gera condutas agravantes bem comuns aos amantes de 4x4 como o consumo de bebidas alcoólicas que tornam os “pilotos” mais ousados e menos preocupados com a vegetação ou animais que na região habitam, assim como a percepção de falta de fiscalização garantindo a certeza de impunidade para condutas nocivas ao meio ambiente e muitas vezes até colocando em risco a sua própria segurança e de outras pessoas que ali estão.

Outra coisa que hoje vejo com outros olhos, é o que consideramos legal durante nossas aventuras. Jipes enormes, potentes, pesados e barulhentos, aquela arruaça dos amigos…

Já parou para pensar sobre o impacto causado aos animais e insetos quando chegarmos acelerando nossos jipes e seus motores barulhentos com escapamentos abertos aos berros para vencer atoleiros, ou mesmo em regiões praianas com carros fazendo “zerinhos” na areia? Certamente só aí já causamos incômodos e danos que nem percebemos e é claro não são pequenos.

 

Posso passar páginas e páginas relatando atitudes que fiz e muitos fazem nas trilhas que são lamentáveis. Mas prefiro compartilhar neste site e todos os canais de comunicação do PISE LEVE todas as ideias e dicas que puder, para que ajudem as pessoas a escolherem uma postura mais compatível com quem diz fazer trilhas por amar a natureza. Se formos comparar, fazer trilha desta maneira é demonstrar amor da mesma forma que alguns homens que agridem suas esposas e filhos fisicamente por anos, mas sempre afirmando que amam a sua família. Pense nisso. NÃO É POSSÍVEL MATAR POR AMOR.

 

Tudo que tenho aprendido abriu minha mente impactando desde a escolha do tipo de 4x4 que vou andar, quais pneus vou usar até o número de vezes que entro em determinadas trilhas ou circúlo em determinadas regiões.

 

Nossos Serviços:

 

Com apoio de biólogos e pessoas engajadas nos movimentos de preservação, elaboramos roteiros para turismo de aventura considerando condutas mais inteligentes e adequadas aos fatores geográficos, biomas, sociais e tudo que for relevante para alcançar sustentabilidade entre a prática do fora de estrada, que pode ser fonte de renda para muitas pessoas e regiões sem degradar tanto a natureza. Assim como planos para compensação de emissões de carbono considerando os quilômetros rodados e tempo de permanência nas trilhas.

 

Pense diferente, pise leve.

VEJA O MUNDO DE PERTO

Serviços

O Pise Leve é o "braço" da BR4X4 para elaborar projetos voltados o universo do Turismo FORA DE ESTRADA, oferecendo serviço diferenciado para empresas, organizações, prefeituras e etc. Fazemos uma perícia na região, elaboramos regras, roteiros adequados para circulação de veículos (4x4 e 4x2) dos praticantes de expedições. Analisamos população local assim como o controle de circulação de pessoas que praticam a modalidade de Tracking, tudo com objetivo de reduzir o impacto ambiental, aumentar a segurança dos turistas e promover um convívio social positivo entre as comunidades, turistas e meio ambiente.

PARCEIROS.

Precisamos de empresas para participarem e colaborarem com nossos projetos. Entre em contato conosco, apoie nossa causa que leva sinergia entre homens, máquinas e natureza.

1900.png
br4x4-logo-preto.png
about-sec-black.png
ecofire-treinamentos-branco.png

JUNTE-SE A NÓS!!

Acompanhe as novidades

Entre em contato

Obrigado por acessar nosso site!
Envie seu recado, perguntas, críticas e sugestões.

Vamos fazer um mundo melhor, vamos continuar viajando e cuidando dele, afinal é nosso único planeta.

Endereço

R. F. José da Silva 238-63

SP - Brasil - 05726-100

Fone

E-mail

11-99212.1702

MAIS UM SITE FEITO POR B R A G A N T I